Postado em 24/11/2016 às 07:30

Obras de arte contemporânea ficam expostas no Buriti até janeiro

Premiação e homenagens a artistas marcaram abertura da mostra na noite desta quinta-feira (23), no Salão Branco

 

 

 

 

 
 

Obras de artistas brasileiros, selecionados para o I Prêmio de Arte Contemporânea Vera Brant, estarão expostas ao público de Brasília de 24 de novembro a 5 de janeiro. A abertura da mostra ocorreu na noite desta quarta-feira (23), no Salão Branco do Palácio do Buriti, onde 20 peças entre vídeo, esculturas e pinturas ficarão montadas no período de visitação. O governador Rodrigo Rollemberg prestigiou o evento.

O prêmio foi nomeado em homenagem à escritora Vera Brant, que morreu em 2014. Ela era conhecida por influenciar artistas importantes para a história de Brasília, como Athos Bulcão, Glênio Bianchetti, Bruno Giorgi e Alfredo Ceschiatti. “Uma personagem icônica na arte de Brasília”, definiu o curador Rogério Carvalho. “A escolha está diretamente relacionada à relevância de sua existência para a cultura candanga”, acrescentou.

Premiação com recursos do Fundo de Apoio à Cultura

O vencedor da noite foi Davi Almeida, que recebeu R$ 15 mil pela série Conduta de risco. “O edital é um canal direto para dialogar com os artistas; vejo esse processo como uma forma de lembrar que devemos fortalecer sempre um ao outro”, agradeceu o premiado. Os trabalhos do artista já foram expostos em importantes feiras e galerias de arte pelo Brasil.

O segundo lugar ficou com o professor, performer e artista visual João Angelini, com a obra Karma, que recebeu R$ 10 mil. O júri ainda premiou Pedro Gandra com R$ 8 mil. Ele foi selecionado com a peça Desilusão sob a lua.

A secretaria adjunta de Cultura, Nanãn Catalão, reforçou o processo de premiação como um formato de política pública agregador. “Ficamos muito felizes que o FAC contemple esse tipo de iniciativa, que valoriza o trabalho dos nossos artistas”, destacou.

Os expositores foram escolhidos entre 210 inscritos. Cada selecionado para a mostra recebeu uma ajuda de custo no valor de R$ 750. Todos os valores foram pagos com recursos do Fundo de Apoio à Cultura. Ao final da visitação, três obras serão incorporadas ao acervo permanente da sede do governo de Brasília.

Além dos vencedores, a exposição é composta pelas obras de: André Vilaron, Arnaldo Saldanha, César Becker, Clarice Gonçalves, Eduardo Belga, Gustavo Silvamaral, Iris Helena, João Duarte, Júlia Milward, Luiz Olivieri, Julio Lapagesse, Nina Orthof, Patricia Bagniewski, Paul Setúbal, Renato Rios, Rodrigo de Almeida Cruz, Stenio Freitas e Waleska Reuter.

Homenagens durante a entrega do prêmio

A noite também foi marcada pela entrega do Troféu Vera Brant, concedido à pesquisadora artística Marília Panitz, representada pela diretora executiva da Fundação Athos Bulcão, Valéria Cabral. O objeto de madeira é uma obra de arte criada pelo escultor e pintor mineiro Miguel Simão, e é dado a alguém que integra a cadeia produtiva das artes visuais no DF.

Visitas agendadas para estudantes

O projeto artístico também inclui ações educativas, desenvolvidas por meio de pesquisas e de visitas guiadas para estudantes. O programa é voltado para alunos de escolas públicas e particulares. O agendamento pode ser feito pelo telefone (61) 99326-6390 ou pelo e-mail educativoverabrant@gmail.com.

Mostra do I Prêmio Vera Brant de Arte Contemporânea 

De 24 de novembro a 5 de janeiro, de segunda a sexta, das 8 às 18 horas

Salão Branco do Palácio do Buriti (Via N1, Praça do Buriti, Eixo Monumental)

Entrada franca

Agendamento de escolas: (61) 99326-6390 e educativoverabrant@gmail.com

 
 

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA

 
 

Atualizado em 06/11/2018 às 17:03

 
  •  
  • ENDEREÇOS
  •    Secretaria de Economia do Distrito Federal
  • Anexo do Palácio do Buriti
  • 10º andar, sala 1001
  • CEP: 70075-900
  •    Protocolo Central
  • Protocolo Central Ed. Anexo - Palácio do Buriti, Térreo, sala 106 - Brasília - DF
  • CEP: 70075-900
  • Central 156 (Distrito Federal)
  • 0800-644-0156 (demais localidades)
  •  
  • Acesso à Informação