Postado em 14/10/2019 às 16:20

Começa a segunda etapa do recadastramento dos servidores ativos

Nesta fase, a partir desta terça-feira (15), será a vez dos servidores de órgãos da Administração Direta, Fundações Públicas e Autarquias atualizarem seus dados

 

 

 

 

 
 

A segunda etapa do recadastramento dos servidores ativos do Governo do Distrito Federal (GDF) estará disponível a partir desta terça-feira (15). Nesta fase, será a vez dos servidores lotados nos órgãos da Administração Direta, Fundações Públicas e Autarquias atualizarem seus dados no Sistema de Recadastramento, Complementação e Atualização de Dados (Recad)até o dia 14 de dezembro. Durante as quatro etapas do processo são esperados que mais de 110 mil servidores ativos acessem o sistema e preencham suas informações atuais.

 

Na primeira fase do recadastramento, que teve início em 26 de agosto e terminou nesta segunda-feira (14), 4.100 servidores das empresas públicas do Distrito Federal atualizaram suas informações no sistema. Apenas 660 empregados não fizeram o procedimento e terão que apresentar justificativa por meio de processo administrativo. Após a etapa dos órgãos da Administração Direta, será a vez dos servidores ativos da Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação fazerem o recadastramento.

 

Comissionados

 

O recadastramento é obrigatório para servidores ativos da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do DF, e os Empregados Públicos de Empresas dependentes do Tesouro do Distrito Federal, inclusive os servidores ativos sem vínculo (comissionados), os que estão cedidos, afastados ou licenciados, e, também, os servidores temporários. Aqueles que não realizarem a atualização dos dados estarão sujeitos a processo administrativo disciplinar.

 

O detalhamento do recadastramento de 2019 foi regulamentado na Portaria n° 256 de 2019, publicada no Diário Oficial do DF no dia 6 de agosto. A atualização das informações dos servidores ativos do Governo do DF está prevista no Decreto nº 39.276, de 6 de agosto de 2018, que foi alterado recentemente pelo Decreto nº 39.982, de 29 de julho de 2019.

Para mais informações acesse: http://www.sefp.df.gov.br/recadastramento-duvidas-frequentes/ ou consulte o MANUAL DO USUÁRIO.

 

Os órgãos públicos que devem realizar o recadastramento na segunda etapa são:

 

Administração Direta

 

Policiais civis, policiais militares, bombeiros militares que ocupam cargos em comissão e/ou recebem valores do Tesouro Distrital

 

Fundações Públicas

 

Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), Fundação de Apoio a Pesquisa (FAP) e Fundação Jardim Zoológico de Brasília

 

Autarquias

 

Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Departamento de Trânsito (Detran), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Brasília Ambiental, Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-DF), Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico (Adasa-DF), Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores (Inas) e ativos do Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev-DF)

 

Terceira etapa:

 

Secretaria de Saúde

 

Inclusive os residentes, servidores da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) e Fundação Hemocentro

 

Quarta etapa:

 

Secretaria de Educação

 

Inclusive temporários e servidores da Fundação Universidade Aberta do Distrito Federal (Funab).

 

 
 

Fonte: Ascom/SEEC

 
 

Atualizado em 15/10/2019 às 11:41

 
  •  
  • ENDEREÇOS
  •    Secretaria de Economia do Distrito Federal
  • Anexo do Palácio do Buriti
  • 10º andar, sala 1001
  • CEP: 70075-900
  •    Protocolo Central
  • Protocolo Central Ed. Anexo - Palácio do Buriti, Térreo, sala 106 - Brasília - DF
  • CEP: 70075-900
  • Central 156 (Distrito Federal)
  • 0800-644-0156 (demais localidades)
  •  
  • Acesso à Informação