Postado em 05/04/2018 às 16:04

Consórcio especializado em eventos vence licitação do Centro de Convenções

Formado por três empresas, o Capital DF Administração de Eventos foi habilitado para gerir a estrutura pelos próximos 25 anos. Contrato será assinado 60 dias após a homologação

 

 

 

 

 
 

O consórcio Capital DF Administração de Eventos venceu a licitação de concessão do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O contrato para gerir a estrutura pelos próximos 25 anos será assinado 60 dias após a homologação, na próxima semana.

Formado por três empresas especializadas em eventos, o grupo é responsável pelo Centro Internacional de Convenções de Brasília, no Setor de Clubes Sul. A ideia é usar a experiência nele para atrair grandes eventos.

Segundo o secretário de Fazenda, Wilson de Paula, esse processo de concessão servirá de base para os outros em andamento. “Firmar parcerias com a iniciativa privada é parte do projeto de governo desde 2015. Parcerias público-privadas (PPP) não são simples, e o andamento aqui serve de exemplo para outras”, disse.

O próximo edital de licitação é o do Complexo Esportivo e de Lazer do Guará, a ser lançado no dia 12, também com acompanhamento do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF).

Centro de Convenções deve receber congressos médicos e eventos corporativos

O consórcio pagará ao governo de Brasília cerca de R$ 3,8 milhões no ato de assinatura do contrato, mais R$ 2,6 milhões de outorga anual e R$ 1,2 milhão de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Outros cerca de R$ 12 milhões devem ser investidos na reforma do espaço. A revitalização da estrutura do Centro de Convenções Ulysses Guimarães será o primeiro passo do consórcio, antes da captação de eventos.

“Queremos deixar a estrutura tão ideal quanto a localização do Centro, a 12 minutos do aeroporto e bem centralizada. Depois, captaremos eventos, principalmente congressos médicos e eventos corporativos”, explicou o consultor geral do Capital DF, Marcos Cumagai.

Palco ideal para eventos de médio e grande porte, o Centro de Convenções tem 54 mil metros quadrados de área construída. A estrutura é dividida em três alas e cinco auditórios. Há ainda 13 salas moduláveis, áreas de apoio e espaços para feiras e exposições.

O que faltou na primeira sessão de licitação do Centro de Convenções

Dois detalhes ficaram pendentes para a habilitação do Capital DF na primeira sessão de licitação, em 27 de março. A comissão presidida pelo subsecretário de Parcerias Público-Privadas, Rossini Dias, pediu cinco dias úteis para analisar a documentação entregue.

“Faltava o consórcio apresentar o termo de responsabilidade de eventos já contratados e a documentação comprobatória da capacidade técnica. Tudo isso foi entregue”, disse Rossini.

Pelo termo, o grupo se compromete a não romper contratos de eventos já firmados pelo governo. A documentação comprobatória especificava se o representante da empresa responsável pela assinatura na licitação estava habilitado para fazê-lo. A comissão não encontrou problemas.

Três empresas especializadas no setor formam o consórcio Capital DF Administração de Eventos: Centro Internacional de Convenções Brasil S.A, ESB 116 Administração e Participações Ltda e VGS Produções.

 
 

Fonte: Agência Brasília

 
 

Atualizado em 19/10/2018 às 16:33

 
  •  
  • ENDEREÇOS
  •    Secretaria de Economia do Distrito Federal
  • Anexo do Palácio do Buriti
  • 10º andar, sala 1001
  • CEP: 70075-900
  •    Protocolo Central
  • Protocolo Central Ed. Anexo - Palácio do Buriti, Térreo, sala 106 - Brasília - DF
  • CEP: 70075-900
  • Central 156 (Distrito Federal)
  • 0800-644-0156 (demais localidades)
  •  
  • Acesso à Informação