Postado em 27/06/2017 às 16:34

Prospera entrega 55 cartas de crédito nesta terça (27)

O oitavo lote de 2017 do programa foi repassado aos participantes na Secretaria Adjunta do Trabalho. Madalena Martins foi uma das contempladas

 

 

 

 

 
 

O oitavo lote de cartas de crédito do Prospera, em 2017, beneficiou 39 microempreendedores da área urbana e 16 da área rural do DF. Em valores, são mais R$ 567.627,74 destinados à melhoria de microempresas e à criação de emprego e de renda. A entrega ocorreu nesta terça-feira (27) no auditório da Secretaria Adjunta do Trabalho, no Setor Comercial Sul.

Uma das contempladas pelo programa foi Madalena Gomes Martins, de 43 anos, proprietária da Papelaria e Armarinho Keifani, na Vila São José, em Brazlândia. Com os R$ 13,5 mil que recebeu, ela pretende ampliar o negócio, que começou como loja de brinquedos. “Vou usar o recurso para comprar produtos. Já tenho uma lista longa de materiais que os clientes pediram e que quero passar a oferecer”, explicou Madalena.

Essa é a segunda vez que ela participa do Prospera. “Na primeira vez, no ano passado, investi na troca de prateleiras de metal por de vidro. As antigas eram pequenas e não comportavam os produtos”, lembra. À época, ela obteve R$ 6.870 para o investimento, que já está quitado.

O juro baixo, da ordem de 0,5% ao mês, foi um atrativo para a empresária aderir ao programa. “Cheguei a pesquisar em bancos as condições para um empréstimo, mas me cobravam taxas muito altas para valores que não eram tão grandes”, compara. Segundo ela, a oportunidade do crédito pelo Prospera foi fundamental para a expansão do negócio. “A loja mais que dobrou de porte depois desse crédito”, calculou.

O pagamento das parcelas em dia é importante para o perfeito andamento do Prospera. Isso porque o programa se realimenta da quitação da dívida e isso permite que mais pessoas tenham acesso ao crédito. Segundo o secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes, não é interessante para o governo levar os microempresários para a dívida ativa, porque significa perda do investimento. “É muito melhor se os pagamentos ocorrerem em dia e seja possível ao empreendedor pegar mais dinheiro no futuro

Prospera impulsiona a economia do DF

Desde o início do ano, o Prospera acumula R$ 3.510.141,32 emprestados a microempreendedores. O segmento que mais solicita recursos é o do comércio, com 145 contratos firmados com a pasta.

Antes feitas semanalmente, as liberações de crédito passaram a ocorrer quinzenalmente. “Isso permite que façamos mais entregas de cartas por vez”, explica o secretário adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour. Até o fim do ano, a meta é emprestar R$ 11 milhões.

O Prospera colabora ainda para o combate ao desemprego. Até agora, foram mantidos 598 postos de trabalho e criados outros 58, de acordo com dados da Secretaria Adjunta do Trabalho. O saldo total é de 656 vagas garantidas no mercado de trabalho.

O Prospera é um fundo de criação de emprego e renda executado pela Secretaria do Trabalho, que serve para apoiar empreendedores urbanos do setor informal (como autônomos).

O programa atende também micro ou pequenas empresas, artesãos, cooperativas de trabalho e produção individual. No meio rural, o microcrédito produtivo orientado ajuda cooperativas e produtores familiares.

Pedidos de crédito do Prospera DF

Para a área urbana

Nas Agências do Trabalhador do Plano Piloto (SCS, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3)

De segunda a sexta-feira

Das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas

Para a área rurais

Nas unidades da Emater-DF

De segunda a sexta-feira

Das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas

 
 

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA

 
 

Atualizado em 23/10/2018 às 16:11

 
  •  
  • ENDEREÇOS
  •    Secretaria de Economia do Distrito Federal
  • Anexo do Palácio do Buriti
  • 10º andar, sala 1001
  • CEP: 70075-900
  •    Protocolo Central
  • Protocolo Central Ed. Anexo - Palácio do Buriti, Térreo, sala 106 - Brasília - DF
  • CEP: 70075-900
  • Central 156 (Distrito Federal)
  • 0800-644-0156 (demais localidades)
  •  
  • Acesso à Informação