Postado em 22/12/2016 às 12:54

Retração da economia local foi de 1,6% no terceiro trimestre de 2016

Índice é medido em comparação com o mesmo período do ano passado e foi divulgado pela Codeplan nesta quarta-feira (21)

 

 

 

 

 
 

A economia de Brasília sofreu redução de 1,6% no terceiro trimestre de 2016 em relação ao mesmo período de 2015. Os três grandes setores apresentaram recuo: agropecuária (-3,7%), indústria (-2,6%) e serviços (-1,5%). Os dados são do Índice de Desempenho Econômico do Distrito Federal (Idecon-DF), divulgado pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) nesta quarta-feira (21), na sede da empresa pública.

O comportamento da economia local, todavia, foi menos recessivo que o do Brasil, que teve retração de 2,9% para o produto interno bruto trimestral, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No contexto nacional, agropecuária registrou queda de 6%, indústria de 2,9% e serviços de 2,2%.

Essa é a sétima vez consecutiva que a taxa do Idecon-DF apresenta valores negativos. A medição é feita a cada três meses desde 2012.

Segundo o levantamento, os problemas de desempenho refletem os efeitos do desemprego, da redução da renda dos trabalhadores, dos juros elevados e da alta taxa de inflação. O estudo cita a Pesquisa de Emprego e Desemprego do DF (PED-DF), que indica que a taxa de desemprego aumentou de 14,6% em setembro de 2015 para 18,4% no mesmo mês deste ano.

Também houve redução no rendimento dos ocupados (-4,6%), dos assalariados (-1,1%) e dos autônomos (17,4%) entre agosto de 2015 e agosto de 2016.

Acesse o levantamento do Índice de Desempenho Econômico do Distrito Federal (Idecon-DF) no terceiro trimestre de 2016.

Setor de serviços tem maior influência na economia do DF
O presidente da Codeplan, Lucio Rennó, explicou que a crise nacional afetou o setor de serviços em todo o País. Em Brasília, esse setor representa 92,9% da economia local. “Os dados do Idecon-DF apontam uma continuação da nossa situação de crise. O ano de 2016 foi muito duro para a economia, e as expectativas não são otimistas pra 2017.”

 
 

Fonte: Agência Brasília

 
 

Atualizado em 05/11/2018 às 17:42

 
  •  
  • ENDEREÇOS
  •    Secretaria de Economia do Distrito Federal
  • Anexo do Palácio do Buriti
  • 10º andar, sala 1001
  • CEP: 70075-900
  •    Protocolo Central
  • Protocolo Central Ed. Anexo - Palácio do Buriti, Térreo, sala 106 - Brasília - DF
  • CEP: 70075-900
  • Central 156 (Distrito Federal)
  • 0800-644-0156 (demais localidades)
  •  
  • Acesso à Informação